Fluxo de caixa livre: você sabe o que é?

AdilsonGestão, Gestão FinanceiraDeixe um Comentário

Fluxo-de-caixa-livre-você-sabe-o-que-é

Identificar o quanto está saindo, entrando e qual é o fluxo de caixa livre permite ao gestor pensar estratégias empresariais para crescer no mercado.

Em um cenário tão competitivo, a gestão do posto de gasolina se mostra não apenas necessária, mas indispensável para o sucesso.

E não há maneira de realizar a gestão do negócio sem conhecer os seus números.

Descubra agora o que é fluxo de caixa livre, como calcular e porque esse indicador é importante para o seu negócio!

O que é fluxo de caixa livre?

O fluxo de caixa livre nada mais é do que a quantidade total de dinheiro gerado pelo posto de gasolina, que esteja disponível para uso após a apuração.

Essa conta deve considerar necessidades básicas do posto de gasolina, como o capital de giro e montante para investimento.

O valor livre, após todos esses abatimentos, é considerado fluxo de caixa livre.

O montante pode ser aplicado de várias maneiras, incluindo o pagamento de dívidas da empresa, bonificação aos profissionais que atuam no posto e em estratégias para mensuração dos resultados do negócio.

Detalhe importante: a mensuração do fluxo de caixa livre deve ser sempre positiva. Um resultado negativo indica que o posto de combustível não está gerando resultados satisfatórios.

Como calcular em seu posto de combustível?

Existem alguns passos para se calcular o fluxo de caixa livre do posto de combustível.

Por se tratar de um número importante, a sugestão é de que o gestor conte sempre com o suporte de um profissional capacitado fazer realizar o cálculo.

O ponto de partida é o faturamento da empresa, que representa o volume total, bruto, obtido em determinado período.

Aqui deve entrar tudo que foi recebido, incluindo o dinheiro da venda de combustíveis e também da loja de conveniência, caso existente.

Desse total é preciso subtrair as despesas operacionais do posto e os custos de vendas.

A diferença obtida recebe o nome de lucro operacional e ainda não representa o fluxo de caixa livre.

Do lucro operacional é preciso subtrair, ainda, as despesas com depreciação – dados naturais sofridos por equipamentos, por exemplo – e amortização.

Por fim, subtrai-se os impostos que incidem sobre os investimentos e sobre o lucro, para se obter o fluxo de caixa livre.

Por que ele pode ser interessante para o seu posto?

Talvez você esteja se perguntando qual a importância de obter o fluxo de caixa livre.

De acordo com especialistas em gestão e administração de empresas, o controle dos números obtidos ao longo dos anos é a melhor maneira de entender os resultados do negócio.

A partir dos números obtidos, é possível fazer comparações entre períodos, investigar os motivos para queda no rendimento do posto de gasolina. Pode ser que as vendas tenham caído em determinada época do ano, o que justifica uma queda no fluxo de caixa livre.

Ou seja, a partir da investigação do fluxo de caixa livre, o gestor pode pensar estratégias para otimizar os rendimentos.

Sem falar que o valor do fluxo de caixa livre, caso seja positivo, pode ser utilizado para quitar débitos, investir e várias outras destinações.

checklist para gestão de postos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *