Loja de Conveniência como aliada para mais vendas!

AdilsonGestão, Lojas de ConveniênciaDeixe um Comentário

Loja-de-Conveniência-como-aliada-para-mais-vendas

Quem gerencia postos de gasolina deve ficar atento às novas demandas do mercado.

Empresas do setor de combustível já não podem oferecer apenas combustíveis aos seus clientes.

Eles estão procurando cada vez mais por estabelecimentos que entreguem opções na hora de abastecer.

Nesse cenário, o destaque vai para as lojas de conveniência. Elas oferecem opções diversas, que vão de itens de alimentação, até eletrônicos e bebidas. Esses espaços tornam a passagem do cliente pelo posto mais do que uma simples obrigação, mas sim uma experiência.

Por que ter uma loja de conveniência em seu posto?

São vários os motivos para você ter uma loja de conveniência em seu posto, mas talvez o mais importante de todos seja econômico.

Ter uma loja de conveniência no posto de gasolina não é um investimento sem retorno. Muito pelo contrário: é a chave para alcançar resultados melhores com o estabelecimento.

No mundo moderno, os consumidores estão cada vez mais preocupados com a experiência.

Eles não querem simplesmente abastecer o carro, mas também ter opções de comida, lanches, produtos de higiene e vários outros itens.

Enquanto dão aquela passadinha pelo posto, podem aproveitar para comprar algo de que estão precisando, sem ter que ir em outro lugar.

O que pode e o que não pode ser vendido?

Escolher o que será vendido é importante nas lojas de conveniência.

É preciso investigar as necessidades dos clientes, o que eles mais procuram ou tendem a comprar quando estão de passagem pelo posto.

A ideia de uma loja de conveniência é que ela seja capaz de atender a todos os desejos do consumidor.

Por isso a variedade deve ser grande mas o estoque e controle deve ser rigoroso.

Isso faz com que o cliente crie uma relação positiva com o posto, por saber que pode contar com a sua loja de conveniência para o que der e vier.

Procure um sistema de gestão que gerencia ambos os espaços

Para que a loja de conveniência seja capaz de gerar resultados verdadeiros para o negócio, uma das dicas é procurar por um sistema de gestão integrado, que contemple tanto a pista quanto a loja.

Dessa forma todos os processos podem ser gerenciados a partir de um único programa.

Os resultados, número de vendas, faturamento e muito mais ficam disponíveis de forma agregada.

Isso poupa tempo e trabalho dentro do posto de gasolina. Sistemas de gestão individuais duplicam – quando não triplicam – o nível de dificuldade para se gerenciar o negócio.

Legislação: tome cuidado com o CNPJ

Ter o Cadastro Nacional de Pessoa Física separado para a loja de conveniência do posto de combustível não é uma obrigatoriedade.

Tanto o posto quanto a loja podem operar sobre o mesmo número cadastral. No entanto, podem existir vantagens em criar um novo CNPJ, principalmente no campo tributário.
Tudo isso vai depender do faturamento da empresa e do regime tributário a que ela pertence.

Caso com a separação dos cadastros seja possível incluir posto e loja de conveniência, separadamente, no Simples Nacional, por exemplo, a separação será vantajosa.

Isso porque se o faturamento dos dois segmentos juntos forem superiores ao limite do Simples Nacional, o empreendedor perde o benefício de tributo reduzidos. Se esse for o seu caso, melhor pensar em criar um CNPJ para a loja de conveniência para escapar da grande carga tributária.

checklist para gestão de postos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *