Como praticar um custo menor que o meu concorrente?

AdilsonGestão FinanceiraDeixe um Comentário

Como praticar um custo menor que o meu concorrente?

O fator de custo do seu produto é sempre um fator extremamente relevante no seu negócio, e isso fica ainda mais latente em um posto de gasolina já que estamos lidando com a gasolina, que é commodity.

Postos de gasolina trabalham com uma margem muito pequena de lucro, e o custo será sempre uma prioridade para o revendedor.

Justamente neste momento surge a pergunta: Como praticar um custo menor do que o meu concorrente?

Revendedores se tornam obcecados pelos lucros, e portanto seguem cortando tudo o que podem no que diz respeito ao custo da manutenção diária do seu posto de gasolina, e no fim cortam o que não deveriam, e acabam prejudicando seu empreendimento.

Por vezes diminuem o número de colaboradores, o que deixa o atendimento muito mais lento, e clientes gostam mesmo é de rapidez.

Por vezes cortam processos fundamentais para o atendimento e entrega de seus produtos e serviços com qualidade, pressionam seus fornecedores, o que desenvolve um péssimo relacionamento com ele, atrasam pagamentos de contas e salários, reduzem preocupações com segurança e meio ambiente, e muito mais.

Estes cortes, com o passar do tempo, causam uma série de consequências muito negativas para o seu posto de gasolina, deixando precários os produtos e o atendimento, e gerando descontentamento nos clientes.

Portanto, se faz necessário uma análise de mercado a fim de conhecer, por exemplo, o quanto seus concorrentes estão pagando em média em seus combustíveis.

Vale destacar que um Posto bandeirado tem um custo médio adicional de R$0,12 a R$0,15 em relação aos postos bandeira branca.

Portanto, exija de seu fornecedor que seu custo seja competitivo, para não deixar você em desvantagem no mercado, afinal nesse caso, cada centavo representa uma grande quantia no final de todo o mês.

Justamente por isso,se faz necessário pensar em redução de custos como uma consequência e não como um fim para alcançar lucratividade.

Se, por exemplo, existir um esforço conjunto a fim de eliminar os desperdícios do seu posto de gasolina, você estará fazendo uma economia saudável, trazendo benefícios para o seu negócio.

Estes desperdícios podem acontecer de diversas formas, como: de tempo, de recursos, pessoas, equipamentos, instalações,espaços e muito mais.

Separamos estas 6 dicas para te ajudar a reduzir seus custos mantendo a qualidade do serviço no posto de gasolina:

1- Envolva seus funcionários

Uma ideia que sempre dá muito certo é estímulo do consumo consciente de energia, hora extra, água, papel, copos descartáveis, entre outros insumos, dos seus colaboradores. Isso envolve seus frentistas, vendedores, caixa, e inclusive a gerência.

O esforço de todos traz resultados muito positivos.

2- Operador de caixa

Postos da maioria dos estados utilizam a NFC-e, ao utilizar um POS que já conecta com o software de gestão e o frentista consegue desafogar o caixa e às vezes até extingui-lo.

Incentive os frentistas a fazerem todas as operações de fechamento de caixa através do POS em seu horário vago, eles mesmos devem depositar no cofre a sua sangria.

3- Eco-eficiência

Estude a possibilidade de implantar iniciativas sustentáveis em seu posto de gasolina, como; energias renováveis, energia fotovoltaica e reuso de água de lava a jato, por exemplo.

4- Gestão de escala dos frentistas

Existem diversas ferramentas que auxiliam no cálculo e na distribuição dos melhores horários de intervalos durante o turno dos funcionários, e a quantidade de funcionários necessários para cada um deles.

Cruzando dados para avaliar se naquele instante a quantidade de colaboradores está compatível com o volume de vendas, levando em conta os horários de pico, que demandam maior número de colaboradores para o atendimento na pista.

5- Gestão de Metas dos colaboradores

Existem também ferramentas que permitem que os frentistas visualizem de forma instantânea, as vendas feitas até o presente momento, destacando quantos abastecimentos precisam ser realizados para bater a meta estabelecida, seja diária ou mensal.

6- Cartões de crédito e débito

Quando se trata das vendas feitas através de cartão, seja ele de crédito ou débito, é importante que você negocie as taxas de operadoras de cartões, a fim de garantir vantagens.

Faça isso de tempos em tempos, é muito importante que você não assine um contrato longo com as adquirentes.

Isso vai permitir que você tenha o controle da situação, além de entregar a possibilidade de conciliação de taxas feitas por você de forma direta com a operadora em questão.

Leve em conta estas 6 dicas, e seja ainda mais competitivo e produtivo em comparação com o resto do mercado.

Oferecendo um custo menor que o seu concorrente no preço final, você terá um diferencial enorme, o que resultará em uma margem de lucro bastante interessante.

Jamais use esse diferencial para diminuir seu preço, esteja sempre em busca de agregar algo ao seu serviço, atendimento e seus produtos, entregue mais do que os números que estão na sua placa de preço.

E lembre-se; tome muito cuidado com sua distribuidora: na maior parte das vezes o posto bandeirado acaba em desvantagem nos itens acima citados.

Como praticar um custo menor que o meu concorrente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *